Problematização do conceito “Lifelong Kindergarden”: implicações pedagógicas para a promoção da aprendizagem nos diferentes níveis de ensino | Problematising the Concept of ‘Lifelong Kindergarten’: Pedagogical Implications for Promoting Learning Across Different Educational Levels

Problematização do conceito “Lifelong Kindergarden”: implicações pedagógicas para a promoção da aprendizagem nos diferentes níveis de ensino | Problematising the Concept of ‘Lifelong Kindergarten’: Pedagogical Implications for Promoting Learning Across Different Educational Levels

Problematização do conceito “Lifelong Kindergarden”: implicações pedagógicas para a promoção da aprendizagem nos diferentes níveis de ensino | Problematising the Concept of ‘Lifelong Kindergarten’: Pedagogical Implications for Promoting Learning Across Different Educational Levels  

Responsável: Paula Pequito 
Equipa de investigadores: (em constituição) 

Desenvolvimento de um projeto de investigação baseado na ideia defendida por Mitchel Resnick “Lifelong Kindergarten: Cultivating Creativity through Projects, Passion, Peers, and Play” e o seu grupo de estudo que defende que a melhor forma de aprender é manter a lógica do jardim de Infância pela vida toda. 

As ideias-chave são:  

Envolver as crianças/alunos a trabalhar em projetos baseados em suas paixões, sempre em colaboração com outros pares, e através do jogo/brincadeira. Nos projetos as crianças estabelecem conexões profundas com as suas próprias ideias. 

  • Com “projetos”, aprende-se todo o processo de criação e elaboração. Aprender como começar com uma ideia e criar algo novo a partir dela, de maneira experimental, partilhando-a com os outros – isso cria envolvência no processo de aprendizagem;  
  • com “paixão”: crianças e adultos estão mais propensos a trabalhar com mais profundidade quando trabalham em coisas pelas quais são apaixonados. Garantir que as crianças terão a oportunidade de trabalhar em coisas mais conectadas com suas paixões. 
  • com “pares”: aprender não é uma atividade solitária; a melhor aprendizagem e o melhor pensamento acontecem em colaboração com outras pessoas, com seus pares, com seus amigos. É na troca que a experiência se enriquece. 
  • com “jogo/brincar”: não necessariamente apenas diversão, mas numa atitude de experimentação constante, tentando coisas novas, arriscando, porque se queremos chegar a novas ideias precisamos experimentar coisas novas. Então, para que as pessoas se sintam confortáveis com experimentação e com riscos, elas têm que pensar em atingir esse espírito de jogador, de brincadeira. “Nós não deixamos de brincar porque ficamos velhos, nós ficamos velhos porque deixamos de brincar”  

Na Educação de Infância as crianças estão constantemente criando em colaboração e, no processo, elas aprendem coisas importantes. Infelizmente o restante da vida escolar não é assim. É um processo de entrega de informação aos alunos. Mas não precisa ser assim. Podemos usar a abordagem do jardim de infância com estudantes de todas as idades.” 

O projeto pretenderá explicitar e refletir sobre a especificidade da Educação de Infância, ao nível das diferentes dimensões, destacando as competências essenciais para uma aprendizagem ao longo da vida, desocultando as práticas que poderão ser aportadas para outros níveis de educação/ensino, nomeadamente, para o ensino superior. 

Development of a research project based on the idea defended by Mitchel Resnick “Lifelong Kindergarten: Cultivating Creativity through Projects, Passion, Peers, and Play” and his study group, which argues that the best way to learn is to maintain the logic of kindergarten throughout life. 

The key ideas are:  

Involve children/students in working on projects based on their passions, always in collaboration with other peers, and through play. In projects, children make deep connections with their own ideas.

  • With “projects”, you learn the whole process of creation and elaboration. Learning how to start with an idea and create something new from it, in an experimental way, sharing it with others – this creates engagement in the learning process;  
  • with “passion”: children and adults are more likely to work more deeply when they work on things, they are passionate about. Ensure that children can work on things that are more connected to their passions. 
  • with “peers”: learning is not a solitary activity; the best learning and the best thinking happens in collaboration with other people, with your peers, with your friends. It is in the exchange that the experience is enriched. 
  • with “play”: not necessarily just fun, but in an attitude of constant experimentation, trying new things, taking risks, because if we want to come up with new ideas we need to try new things. So for people to feel comfortable with experimentation and risk, they have to think about achieving this spirit of play. “We don’t stop playing because we get old, we get old because we stop playing”  

“In Early Childhood Education children are constantly creating collaboratively and in the process they learn important things. Unfortunately, the rest of school life isn’t like that. It’s a process of handing over information to pupils. But it doesn’t have to be that way. We can use the kindergarten approach with students of all ages.” 

The project will aim to explain and reflect on the specificity of Early Childhood Education, in terms of the different dimensions, highlighting the essential competences for lifelong learning, unveiling practices that can be brought to other levels of education/teaching, namely higher education.

Iniciou/started: 2024

Terminou/ended: A decorrer/in progress


Parceiros

 Instituições de Educação de Infância que participaram na construção do Livro Verde 


Resultados

Dia Internacional da Brincadeira – 11 junho 2024

A abordagem Play based learning como uma metodologia ativa e significativa | The Play-based learning approach as an active and meaningful methodology

A abordagem Play based learning como uma metodologia ativa e significativa | The Play-based learning approach as an active and meaningful methodology

A abordagem Play based learning como uma metodologia ativa e significativa | The Play-based learning approach as an active and meaningful methodology

Responsável: Daniela Gonçalves
Equipa de investigadores: Daniela Gonçalves e Susana de Almeida

A aprendizagem play-based é uma prática desenvolvimental apropriada para a educação de infância com vantagens muito destacadas pela investigação. Como perspetivar esta abordagem educativa? Como avaliar os benefícios cognitivos, físicos, sociais e emocionais que esta abordagem aporta? Que tipo de estratégias se podem desenvolver para pôr em prática esta abordagem pedagógica em contextos de educação de infância? Exemplo de metodologia ativa de aprendizagem, o jogo e as atividades lúdicas com fins educativos e de instrução, colocam a criança no centro do seu processo de desenvolvimento/aprendizagem, com uma intencionalidade muito definida. Nesta proposta, destacar-se-ão estas questões e apresentar-se-á um conjunto de narrativas profissionais (aproximadamente 50 educadores/as de infância) que permitirão compreender a forma como a aprendizagem play-based está a ser concretizada em contexto nacional.  

Play-based learning is a developmentally appropriate practice for early childhood education with advantages that have been highlighted by research. How should we view this educational approach? How can we evaluate cognitive, physical, social, and emotional benefits of this approach? What kind of strategies can be developed to put this pedagogical approach into practice in early childhood education settings? An example of an active learning methodology, play and playful activities for educational and instructional purposes place child at the centre of their development/learning process, with a very defined intentionality. This proposal will highlight these issues and present a set of professional narratives (approximately 50 kindergarten teachers) that will help us understand how play-based learning is being implemented in the national context.

Iniciou/started: 2022

Terminou/ended: A decorrer/in progress


Resultados

5ª edição da formação “Play based learning”